Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • trigo, empresas do setor trigo, empresas do segmento trigo, setor trigo, segmento trigo, economia, macroeconomia

    A Tondo, fabricante gaúcha de misturas para bolo, farinha e massas da marca Orquídea, anunciou investimento de R$ 20 milhões na construção de um novo moinho em Caxias do Sul (RS), estendendo em 40% a sua capacidade de moagem. Nos últimos 12 meses, a empresa investiu cerca de R$ 40 milhões em infraestrutura e tecnologia. Esse pacote de investimentos compreendeu a construção de uma nova fábrica de biscoitos, outra de misturas para bolo e panificação além da automação de alguns processos internos e ampliação da sua capacidade de armazenamento. Tais investimentos visam claramente uma maior eficiência produtiva da empresa no segmento de massas e biscoitos, no âmbito de uma conjuntura favorável quanto à demanda por bens de consumo.

    Em virtude da característica fragmentada do segmento de moinhos de trigo, com grande número de pequenos processadores que não possuem influência sobre os preços do seu produto, uma forma estratégica de redução de riscos e custos por parte da indústria de massas e biscoitos está intimamente relacionada à tendência de verticalização da cadeia produtiva de derivados de trigo na direção da farinha, seu principal insumo. Os benefícios dessa integração já estão sendo percebidos pela indústria em questão, tanto que, atualmente, as grandes fabricantes de massas e biscoitos já possuem ou estão adquirindo moinhos próprios.

    A fabricação da própria farinha de trigo a ser utilizada tende a reduzir os custos de aquisição do insumo e amenizar os riscos quanto a choques de oferta (em função da maior capacidade de estocagem) e às oscilações de preços, uma vez que a indústria passaria a negociar diretamente com os triticultores e/ou importadores, de acordo com parâmetros próprios de qualidade.