Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • trigo, empresas do setor trigo, empresas do segmento trigo, setor trigo, segmento trigo, economia, macroeconomia
    Cereal de tradição em países de clima temperado, o trigo é um dos mais consumidos do mundo, servindo como matéria prima para alimentos presentes na alimentação diária, tais como pães, bolos e massas em geral. O Brasil, um dos grandes consumidores do produto, é dependente de importações, cerca de 50% do que consome, a maior parte vindo da Argentina. Em função das características climáticas, o cereal é produzido majoritariamente na região Sul do país, particularmente no Paraná e Rio Grande do Sul, mas, recentemente, o desenvolvimento tecnológico promovido pela Embrapa, pode estender a produção para regiões do cerrado e, também para o Nordeste.

    Um experimento recentemente feito, com plantio de trigo no Perímetro Irrigado Jaguaribe-Apodi, em Limoeiro do Norte, abre perspectiva de expansão da fronteira agrícola de grãos no Estado. Em 2019, produtores, com apoio e supervisão da Embrapa e IFCE, iniciaram o plantio em uma pequena área, como teste. Os resultados foram positivos e agora, o objetivo é expandir a produção de 5 hectares para 500 até 2022.De acordo com pesquisadores da Embrapa, a irradiação solar mais intensa no Nordeste que contribui para o desenvolvimento da planta, que tem ciclo mais curto de produção se comparado ao Sul do país.

    Dependente do câmbio e de custos de frete, o consumo de trigo no Brasil poderá ser aliviado pela maior disponibilidade interna do produto, ainda que no longo prazo.Adicionalmente, destaca-se que, objetivo de dinamizar o setor e melhorar as condições de oferta da commodity, a Associação Brasileira da Indústria do Trigo (Abitrigo) apresentou uma proposta de Política Nacional do Trigo. Trata-se de um conjunto de medidas a serem sugeridas ao governo federal para incentivar a produção, o consumo e o comércio exterior do cereal. No período da pandemia de Covid-19, o isolamento social pressionou a demanda por produtos derivados de trigo, o que contibuiu para alta nos preços observada ao longo de 2020.

    Especialista do Setor Marcos Henrique.