Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • trigo, empresas do setor trigo, empresas do segmento trigo, setor trigo, segmento trigo, economia, macroeconomia
    Desde 2014 os preços do milho vem caindo constantemente, tendo em vista o crescimento da oferta no mundo e especialmente no Brasil. Em 2016 os preços voltaram a subir, devido a quebra na oferta do grão, dado problemas climáticos e processo de substituição pela plantação de soja. No entanto, esse incremento no preço do milho está pressionando outro grão, o trigo. E a tendência é de que esse movimento se mantenha até o fim do ano.

    Apesar de a soja e milho serem os principais insumos para rações, e corresponderem pelos bons resultados da balança comercial de agronegócio, o trigo também é utilizado como ração, tendo em vista o seu alto valor nutricional. Assim, diversos produtores de animais de corte estão preferindo rações com o trigo na mistura, pressionando a demanda e preço do grão. Como é esperado que o movimento de valorização do milho se estenda até 2017, o preço do trigo deverá se manter em níveis altos até o fim do ano (No mínimo).

    Assim, os impactos desta valorização são relativos ao estágio da cadeia de produção do setor. Para os produtores de trigo, a valorização será muito boa e deverá ampliar os ganhos no faturamento. Porém, para moageiras e as fabricantes de derivados do trigo (Ex: Bolos, bolachas e massas) a valorização deverá ter efeito negativo no faturamento, já que os custos deverão ser pressionados e o repasse de preços para o consumidor final está comprometido devido a crise econômica.

    Analista Responsável pelo Setor: Ricardo Quirino