Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • trigo, empresas do setor trigo, empresas do segmento trigo, setor trigo, segmento trigo, economia, macroeconomia

    A M. Dias Branco vai utilizar uma antiga fábrica da Pilar Alimentos, da qual é proprietária, para construir o maior moinho do grupo. Orçado em R$ 380 milhões, esta nova unidade industrial deve consumir R$ 141 milhões em investimentos e deverá entrar em operação em 2013. Ainda dentro deste projeto, dois novos moinhos devem ser construídos com um entrando em operação em 2015 e outro em 2018 e devem, juntos, custar outros R$ 240 milhões.

    O primeiro moinho em operação deverá ter capacidade de processar até 600 toneladas por dia. Ao final do projeto (sete anos), a capacidade total do complexo industrial deverá atingir 485 mil toneladas por ano, o que poderá representar um faturamento de R$ 630 milhões ao grupo. A produção das unidades deve ter destino o mercado interno, principalmente o Pernambuco, Ceará, Rio de Janeiro e São Paulo.

    O maior grupo de moagem de trigo do Brasil, com 10% da participação, espera com esse novo projeto aumentar 3 pontos percentuais em sua participação. O setor de moagem de trigo no Brasil é bastante concorrencial com a presença de diversos pequenos moinhos espalhados pelo Brasil. Estes pequenos estabelecimentos podem tornar-se alvos de possíveis investidas de grandes grupos como a M. Dias Branco.