Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • saude,hospital,saúde privada,empresas do setor saúde privada,setor saúde privada,segmento saúde,saúde pública,empresas do setor saúde pública,setor saúde pública,segmento saúde pública,economia,macroeconomia
    A partir deste mês de julho, a Lafis abrangerá em seu estudo setorial de Saúde não apenas a estrutura e o desempenho das operadoras de planos de saúde, mas também dos hospitais privados. Atualmente, uma das principais características de diferenciação na oferta de serviços médicos pelas operadoras é a rede de clínicas e hospitais particulares que os planos dispõem. Por isso, cabe especificar as características deste segmento que complementa de forma tão significativa a prestação de serviços médico-hospitalares privados.

    Neste sentido, segundo dados do Ministério da Saúde, a rede de saúde particular no Brasil é composta por 4.267 hospitais privados, o que representa uma redução de 560 unidades (-11,6%) entre os anos de 2010 e 2019, segundo dados da Federação Brasileira de Hospitais (FBH, 2020), enquanto houve o aumento de 355 hospitais públicos (+17,1%) no mesmo período. Em relação aos leitos, o Brasil possui 260.695 leitos em hospitais privados, sendo classificados como de pequeno porte aqueles hospitais que possuem até 50 leitos (57,3% dos hospitais privados), médio porte entre 51 e 150 leitos (34,1%), grande porte entre 151 e 500 leitos (8,1%), e porte especial os hospitais que possuem entre acima de 500 leitos.

    Em 2020, o setor passa por um dos momentos mais desafiadores de sua história, a pandemia do novo coronavírus, que afetou diretamente a receita dos hospitais privados no Brasil, seja pelo aumento dos custos quanto pela queda nas fontes de receitas, de acordo com levantamento realizado pelo jornal Valor Econômico. Pelo lado do custo, tem-se a compra de equipamentos e insumos em maior volume e por um preço mais elevado diante do crescimento expressivo da demanda. Além disso, os gastos com pessoal também tendem a aumentar, já que há um grande volume de pacientes a serem tratados e parte dos profissionais de saúde infectados tem que ser substituída ou coberta por horas extras de outros funcionários. Do lado das receitas, o adiamento ou cancelamento de até 90% das atividades eletivas entre março e abril deste ano teve o maior impacto no faturamento do setor, já que exames, cirurgias e procedimentos que não são urgentes tendem a ser os mais rentáveis.

    Diante deste cenário, a Lafis revisou para baixo suas projeções de crescimento do setor de saúde privada no Brasil e acrescentou à análise o desempenho dos hospitais privados. Como proxy para esta variável foi considerada a receita bruta dos hospitais associados à Associação Nacional dos Hospitais Privados (Anahp). Para saber mais sobre o setor de Planos de Saúde e Hospitais Privados, bem como outras atualizações setoriais, entre em contato conosco através do email: atendimento@lafis.com.br.

    Especialista do Setor Fernanda Rodrigues.