Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • shopping centers, empresas do setor shopping centers, empresas do segmento shopping centers, setor shopping centers, segmento shopping centers, economia, macroeconomia
    • Autor
      Lafis
    • Ano
      2020
    • Categoria
    • Analista Responsável
      Fernanda Rodrigues
    De acordo com a consultoria FX Data Inteligent, o fluxo de visitantes em shopping centers no País cresceu 27,2% em agosto de 2020 em comparação com o mês anterior, medido pelo Índice de Performance do Varejo (IPV). Este foi o quarto avanço mensal consecutivo, e foi observado também nas lojas situadas nestes empreendimentos comerciais (47%), enquanto as localizadas em ruas cresceram 10,8%.

    No que diz respeito às visitas por região, destaque para a região Sudeste, que pelo segundo mês consecutivo puxou o crescimento global do IPV, com avanço de 31,2% no entre julho e agosto deste ano. Tal desempenho foi seguido pelo Nordeste (27,9%) e Sul (21,6%), considerando a mesma base de comparação.

    Este comportamento levou a um crescimento de 47,47% no volume financeiro das vendas nas lojas localizadas em shopping centers e de 47,19% no volume compras em todo o País. As vendas para o Dia dos Pais e a maior flexibilização nas regras de funcionamento destes empreendimentos, como a expansão do horário, ajudam a explicar este crescimento significativo e mantêm os números positivos observados no mês anterior (31,53% em valor e 33,19% em volume). Além disso, o setor segue apostando em estratégias alternativas para driblar as restrições no número de pessoas autorizadas a frequentar os shopping centers, a fim de evitar aglomerações, como o drive-thru e delivery.

    Porém, é importante observar que, apesar da retomada gradual das visitas à estes empreendimentos comercais, este patamar segue abaixo do nível pré-pandemia, bem como em relação ao mesmo período do ano passado. Na comparação com agosto de 2019, o IPV dos shopping centers recuou 59,3%, acumulando uma queda de 53,0% entre janeiro e agosto de 2020 em relação ao mesmo período do ano passado. De forma semelhante, as lojas físicas localizadas em shopping centers apresentaram um recuo de 43,6% na análise interanual, e queda acumulada igual a 51,3% em 2020.

    Consequentemente, as vendas do setor seguem abaixo do nível observado no mesmo período de 2019, tanto em termos de valor quanto de volume: entre agosto de 2019 e agosto deste ano, o faturamento das lojas de shopping centers sofreu uma queda de 37,44%, assim como o volume de vendas (-47,75%). Estes números mostram que, apesar da reabertura, a retomada do setor a patamares pré-pandemia segue lenta, ritmo que poderá ser ainda mais impactado pela persistente insegurança sanitária na ausência de uma vacina, alta fragilidade no mercado de trabalho e corte no valor do auxílio emergencial concedido pelo Governo, de R$ 600 para R$ 300, fazendo com que as famílias priorizem o consumo de cestas essenciais, em detrimento de itens de maior valor agregado e gastos com lazer.

    Especialista do Setor Fernanda Rodrigues.