Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • shopping centers, empresas do setor shopping centers, empresas do segmento shopping centers, setor shopping centers, segmento shopping centers, economia, macroeconomia
    • Autor
      Lafis
    • Ano
      2020
    • Categoria
    • Analista Responsável
      Fernanda Rodrigues
    De acordo com a Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), as vendas de Natal cresceram, em termos nominais, 9,5% em 2019 na comparação com o mesmo período do ano anterior, abrangendo os dias 1º a 20 de dezembro. Foram avaliadas cerca de 400 empresas em todo o País e que, diante deste resultado, seguem confiantes, apostando em um encerramento positivo em 2019 – as estimativas da Lafis apontam para um crescimento de 6,8% no faturamento do setor de shopping centers nacional.

    Tal avaliação, porém, foi contestada pela Associação Brasileira de Lojas Satélites (Ablos), que reúne lojas de pequeno e médio porte em um movimento de saídas dos shopping centers para a abertura de lojas no comércio de rua em contraposição às lojas âncoras. Apesar de não possuir uma metodologia específica para verificar o volume de vendas no período, a sondagem realizada pela associação com seus membros aponta que 70% tiveram suas vendas de Natal iguais ou piores em relação a 2018.

    Enquanto a Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) não divulga seus resultados sobre o assunto, é importante avaliar também o fluxo de visitantes em shopping centers no período. Calculado pela consultoria FX Retail Analytics, o Índice de Visitas a Shopping Centers (IVSC) cresceu 17,8% entre novembro e dezembro de 2019, crescimento significativo mesmo após avançar 35,9% no mês anterior em virtude das promoções da Black Friday. Já em relação ao mesmo mês de 2018, houve um recuo de 1,38% no índice. Por fim, observou-se um crescimento também no volume financeiro negociado no período, igual a 92,6% em relação ao mês anterior e 8,4% na comparação com dezembro de 2018.

    Desta forma, apesar das contestações, a evolução positiva do comércio varejista no segundo semestre de 2019, bem como a conjuntura macroeconômica mais favorável à retomada da confiança dos consumidores – inflação controlada, manutenção de uma baixa taxa de juros estabilizada, melhora, ainda que lenta, do mercado de trabalho, e liberação dos recursos FGTS e PIS/Pasep – contribui para um maior otimismo quanto ao crescimento das vendas de Natal nos shopping centers do País, impulsionando o desempenho do setor ao final de 2019.

    Especialista do Setor Fernanda Rodrigues