Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • petroquímica, empresas do setor petroquímica, setor petroquímica, química, empresas do setor química, empresas do segmento química, setor química, segmento química, economia, macroeconomia
    Nos primeiros cinco meses de 2019, o índice médio de produção de produtos químicos de uso industrial apresentou queda de 1,6%. Desde o início do ano o índice, que até apresentou resultados positivos naqueles meses, vem decaindo uma vez que a produção química e petroquímica é diretamente impactada pelos maus resultados da atividade industrial nacional ao longo do ano.

    Deve-se acrescentar que foram apontados alguns problemas operacionais, entre fevereiro e março, que afetaram as operações das unidades, com destaque no nordeste do País. Também, a alta de insumos básicos e de energia (como gás natural), impactou ainda mais a já comprometida competitividade do setor, pressionando os custos unitários de produção justamente em um momento em que o nível operacional se encontra em patamares baixos.

    No entanto, se no curto prazo o cenário não é nada animador, os players do setor apostam em um ponto que poderá retirar o setor da penúria: a abertura do mercado de gás natural deverá atrair investimentos ao setor nos próximos anos. 

    O governo federal está para publicar medidas de abertura do mercado de gás natural. As medidas passam pela liberação de compartilhamento de infraestrutura, uso compartilhado dos dutos e de terminais da Petrobras e o impedimento da cartelização do setor e prometem, segundo o próprio Governo, dobrar a oferta de gás natural até 2024. Assim, tal ação deverá fazer com que projetos parados há anos sejam reativados neste e nos próximos anos, além de atrair novos investimentos.

    Especialista do Setor Felipe Sanches