Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • papel, papeis, empresas do setor papel, setor papel, segmento papel,  celulose, empresas do setor celulose, setor celulose, segmento celulose, economia, macroeconomia, eucalipto
    • Autor
      Lafis
    • Ano
      2019
    • Categoria
    • Analista Responsável
      Felipe Souza
    O cenário de incerteza observado desde o ano de 2016 e perdurando ao longo de 2018 – sobretudo devido ao impasse proveniente das eleições; ainda impacta negativamente o crescimento industrial como um todo, de forma a limitar a demanda por diversos tipos de celulose utilizados por diversos segmentos industriais.

    Além do mais, a manutenção da trajetória ainda insatisfatória do nível de emprego e da massa salarial são fatores limitam a demanda interna por papel, sobretudo os que detém maior valor agregado como papéis para fins sanitários considerados “premium”, assim como papel imprensa e para imprimir/escrever.

    No entanto, a manutenção do Real em um patamar relativamente desvalorizado torna mais competitiva a produção nacional, sobretudo de celulose, frente à externa, acabando por gerar um efeito positivo para as exportações e por consequência na produção do setor. Neste modo acredita-se que as exportações de celulose deverão se constituir como um importante meio de escoamento da produção, uma vez que as economias importadoras (como a China, Estados Unidos e alguns importantes países europeus) deverão consumir celulose a um nível satisfatório. 

    Assim, a perspectiva para a indústria nacional de papel e celulose é de crescimento do faturamento em linha com a taxa média observada em anos anteriores, refletindo, por um lado, os preços mais altos dos produtos oferecidos pelas empresas do segmento (sobretudo no no segundo semestre de 2019), bem como pelo bom nível de consumo estrangeiro.

    Especialista do Setor Felipe Sanches.