Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • papel, papeis, empresas do setor papel, setor papel, segmento papel,  celulose, empresas do setor celulose, setor celulose, segmento celulose, economia, macroeconomia, eucalipto
    • Autor
      Lafis
    • Ano
      2016
    • Categoria
    • Analista Responsável
      Felipe Souza
    Se existem alguns setores que não ressentiram a crise econômica interna, certamente o de papel e celulose deve estar entre eles. De janeiro à maio deste ano, as exportações de papel cresceram 8,2% quando comparados com o mesmo período do ano anterior, com destaque para os papeis de fins sanitários (+28,6) e embalagens (13,0%).

    Em relação ao setor produtor de celulose, os resultados deste período são ainda mais expressivos: a produção total de celulose sofreu incremento de 10,4% quando comparada ao mesmo período de 2015 sobretudo para acompanhar as exportações que se elevaram significativos 17,7% no período destacado.

    A explicação para tal desempenho reside na desvalorização que o Real sofreu em relação ao Dólar em fins de 2015 (continuando atualmente em um patamar relativamente desvalorizado), o que tornou a produção local relativamente mais barata em relação à internacional, portanto concorrencialmente mais competitiva. O efeito cambial ainda é mais intenso, uma vez que as cotações da celulose são dadas em Dólar, ao mesmo passo que os custos de produção das fábricas nacionais são, em sua maioria, dados em Real, o que eleva consideravelmente a margem operacional do setor neste momento em que o poder de compra da moeda norte-america se eleva em relação ao Real.

    Por último, o setor também vive um bom momento da sua demanda. Tanto a Europa, quanto os Estados Unidos e a China passaram a demandar celulose nestes primeiros meses, o que reflete nos preços internacionais desta commodity. Os dados da Natural Resources Canada (NRC) indicam uma sólida tendência de aumento dos preços de celulose de fibra longa nos Estados Unidos, Europa e China. 

    Analista Responsável pelo Setor: Felipe Souza