Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • papel, papeis, empresas do setor papel, setor papel, segmento papel,  celulose, empresas do setor celulose, setor celulose, segmento celulose, economia, macroeconomia, eucalipto
    • Autor
      Lafis
    • Ano
      2008
    • Categoria
    • Analista Responsável
      Felipe Souza

    A Klabin informou durante a semana passada a inauguração de seu projeto de expansão Klabin MA-1100 na Unidade Monte Alegre, em Telêmaco Borba (PR). A fábrica recebeu investimentos da ordem de R$ 2,2 bilhões, elevando a capacidade de produção de papelcartão da unidade de 700 mil para 1,1 milhão de ton/ano, situando a empresa como a sexta maior fabricante global de cartões de fibras virgens.
    O mercado de papelcartão é comandado pela demanda de bens não-duráveis. Suas principais categorias são o tipo duplex, com um lado pardo e outro branco, utilizado para embaladagens de sabão em pó, medicamentos, cereais e uma série de pós que resultam em diversos alimentos. O tipo triplex, com frente e verso brancos e miolo escuro, é utilizado para caixas de bombons e bebidas, entre outros. Por fim, o tipo sólido, com todas as suas camadas brancas, é utilizado em maços de cigarros, capas de livros, cosméticos e no mercado de fast food.
    Um investimento desta magnitude demonstra que a Klabin firmou sua posição quanto sua expectativa de crescimento interno, fundamentado pelo aumento da renda média e queda no desemprego da população, que diretamente influenciam a demanda de bens não-duráveis. A modernidade de sua nova planta reforça a competitividade internacional da empresa, que aposta também em um crescimento significativo para os próximos anos, independente de oscilações de curto prazo. Com a MA-1100, a capacidade total de produção da Klabin passa de 1,6 milhão para 2,0 milhões de ton/ano, sendo a escala fundamental para o setor.