Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • meios de pagamento, empresas do setor meios de pagamento, empresas do segmento meios de pagamento, setor meios de pagamento, segmento meios de pagamento, economia, macroeconomia
    • Autor
      Lafis
    • Ano
      2018
    • Categoria
    • Analista Responsável
      Fernanda Rodrigues
    De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), as compras realizadas com cartões no Brasil, no primeiro semestre de 2018, cresceram 13,6% ante igual período do ano anterior, representando uma movimentação de      R$ 720 milhões. Dentre as modalidades, as compras com cartões de crédito cresceram 14,0% neste primeiro semestre (R$ 450 bilhões), enquanto as compras com cartões de débito avançaram 12,3% (R$ 265,4 bilhões).

    Estes resultados apontam para um maior crescimento do uso de meios de pagamento eletrônicos em detrimento de cheque e dinheiro, e têm atraído a atenção de empresas para a entrada no mercado de adquirentes. No âmbito nacional, por exemplo, a rede atacadista Assaí, do Grupo Pão de Açúcar, lançou sua própria maquininha (“Maquininha Passaí”) com foco em pequenos empreendedores, tendo em vista que a maior parte de suas vendas é feita a pessoas jurídicas. Também com foco no pequeno empreendedor, a alemã SumUp, que iniciou suas operações no Brasil em 2013, vem ganhando espaço no mercado nacional e atua como “subcredenciadora” – oferece soluções de pagamentos usando sistemas de credenciadoras tradicionais.

    Esta entrada ameaça a liderança de players já consolidados no mercado nacional, como Cielo e PagSeguro, e que vêm buscando inovações tanto tecnológicas quanto de serviços para se manter competitivas frente aos novos concorrentes. Entre as inovações está a venda de celulares que funcionam como leitores de cartão e a autorização de pagamentos via QR Code identificados por smartphones.

    Portanto, entende-se que esta disputa contribuirá para uma desconcentração do market share do setor ainda no curto e médio prazo, tendo em vista a crescente preferência pela utilização de meios de pagamento eletrônicos nos últimos anos.

    Especialista do Setor Fernanda Rodrigues