Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • linha marrom, empresas do setor linha marrom, setor linha marrom, economia, macroeconomia, linhas branca,  setor linhas branca, eletrodomésticos, portatéis, empresas do setor portatéis, setor portatéis
    O setor de eletrodomésticos brasileiro é mais um setor industrial que está sofrendo um choque negativo de oferta. Sondagem com os principais players do setor apontam que a escassez de matérias primas no mercado, elevação do preço dos fretes internacionais e a desvalorização cambial são responsáveis pelo aumento do custo de produção.

    Com 69% das empresas associadas a ABINEE (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica) reportando dificuldades na aquisição de componentes e matéria prima no mês de abril, inverte-se a trajetória de queda observada no mês anterior. Dentro deste contexto, 58% das empresas reportaram dificuldades em obter componentes eletrônicos vindos da Ásia como a maior dificuldade. Este fato não surpreende dado o direcionamento dos produtores, principalmente chineses, para atender à demanda doméstica o que tem diminuído a oferta para o mercado internacional.

    Apesar das dificuldades e da quarta queda seguida no Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o indicador permanece acima dos 50 pontos (53,4) indicando confiança do empresariado no setor industrial. Ademais, 78% dos empresários esperam crescimento do faturamento no mês de maio comparativamente ao mesmo período de 2020; ressalva-se que maio de 2020 foi um mês atípico por conta das medidas de contenção da pandemia do novo coronavírus.

    As expectativas positivas crescem quando se analisam os dados para o primeiro semestre do ano e para o ano como um todo, sempre ressalvando a base frágil de comparação. No primeiro semestre de 2021, 85% dos empresários aguardam expansão de vendas e apenas 3% esperam queda; já as perspectivas para 2021 como um todo, o otimismo ainda é maior. 86% dos empresários acreditam que haverá crescimento e 13% que haverá estabilidade dentro do setor.

    A Lafis corrobora com este otimismo no setor de eletrodomésticos vislumbrado pela associação do setor. A nova realidade do país com a pandemia valorizou a residência e o trabalho em casa o que aumentou a demanda por produtos do setor. Embora haja grandes chances de retorno à normalidade após a vacinação, muitos continuarão a ter seu dia a dia mais conectados a seus lares o que deve manter o aquecimento do consumo pelos produtos do setor. 

    Especialista do Setor Marcelo Balloti Monteiro