Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • insumos agrícolas, insumos agricolas, fertilizantes yara, fertilizantes heringer, fertilizantes organicos, fertilizantes químicos, fertilizantes liquidos, fertilizantes nitrogenados, inseticidas, inseticidas agrícolas, adubo orgânico, adubo, adubo organico, adubos araguaia, industrias de fertilizantes, industrias de adubo, industrias de inseticidas.
    A epidemia global de Covid-19 tem produzido efeitos negativos sobre toda economia, como já é de conhecimento público. O setor agropecuário, entretanto, obteve uma safra recorde em 2019/20 e projeta-se números ainda melhores para 2020/21. De maneira geral, não deverá sofrer efeitos negativos intensos, dado que produz, em grande medida, alimentos tidos como essenciais pelas autoridades que vêm determinando a paralisação de diversos setores. Adicionalmente, deve-se levar em consideração que parte relevante da produção serve à exportação, que segue com demanda aquecida e preços convidativos frente a um câmbio continuamente desvalorizado

    No acumulado entre janeiro e setembro de 2020, os fertilizantes entregues ao mercado (produção + importação) acumularam alta de 11,5%; enquanto a produção recuou 1,4%, as importações cresceram 4,1% no mesmo período, o que revela o papel cada vez mais importante das importações. O câmbio desvalorizado há tanto tempo, com perspectivas de manutenção do atual patamar, tem se mostrado um desafio crucial para o setor, que vê sua estrutura de custos pressionada. Por outro lado, os bons resultados no campo e as perspectivas de safra recorde para 2020/21, reforçam os investimentos em fertilização do solo.

    A despeito da pandemia, o governo federal segue o processo de autorização de novos defensivos no mercado brasileiro. De acordo com o Ministério da Agricultura, foram liberados 13 pesticidas inéditos (2,6% do total), sendo 4 princípios ativos novos e 9 produtos finais (que foram para as lojas) baseados nesses ingredientes; e 480 genéricos (97,4%), que são "cópias" de princípios ativos inéditos — que podem ser feitas quando caem as patentes — ou produtos finais baseados em ingredientes já existentes no mercado. Em 2020, deve-se destacar, o Brasil atingiu maior nível da série histórica no que diz respeito à aprovação de agrotóxicos, totalizando 493 novos registros, de acordo com o Ministério da Agricultura, o que torna o país um dos principais consumidores mundiais de tais produtos.

    Analista responsável Marcos Henrique