Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • insumos agrícolas, insumos agricolas, fertilizantes yara, fertilizantes heringer, fertilizantes organicos, fertilizantes químicos, fertilizantes liquidos, fertilizantes nitrogenados, inseticidas, inseticidas agrícolas, adubo orgânico, adubo, adubo organico, adubos araguaia, industrias de fertilizantes, industrias de adubo, industrias de inseticidas.
    Em meio à ampliação do debate ambiental, que envolve inclusive a forma de produção dos alimentos, o Ministério da Agricultura autorizou registro de 6 novos agrotóxicos no último dia 3; desde o início de 2019, já são 382 registros concedidos. De acordo com o órgão do governo, mais da metade (56%) desses produtos são destinados a uso industrial, ou seja, são de uso restrito. Os demais, são produtos que, em sua maioria já estavam autorizados aguardando apenas regulamentação e boa parte é reconhecida como “produtos biológicos ou orgânicos”.

    Com tom liberalizante e como diz o próprio Ministério, “desburocratizante”, o objetivo é melhorar a qualidade dos produtos disponíveis no mercado, além de reduzir o grau de toxicidade dos atuais á disposição. De acordo com a legislação brasileira, nenhum novo produto pode ser liberado com registro de intensidade toxicológica acima dos que já estão disponíveis para consumo.

    A demanda mundial de alimentos é crescente, mas a produtividade é ainda maior e o grau de tecnologia também. Nesse sentido, embora não sejam esperadas taxas de crescimento como as observadas na primeira década do século XXI, sobretudo em função do modelo de crescimento chinês estar mais voltado para dentro, as commodities como um todo devem manter um nível relativamente estável. Nesse sentido, o Brasil ocupa espaço relevante no cenário internacional, tido como um dos principais players na oferta de bens agrícolas, necessitando, portanto, de estratégias sustentáveis para ganhos de produtividade. 

    Especialista do Setor Marcos Henrique