Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • bancos, itau empresas, c6 bank, bancos brasileiros, bancen, banco caixa, bancos digitais, financiamento itau, safra financiamentos, banco 24hs, instituições financeiras, banco online, sisbacen, bmg, consorcio sicredi, bitcoin banco, emprestimo online, emprestimo para negativado, crédito, creditas, serasa ecred, emprestimo consignado, cooperativas de crédito, cooperativa de credito

    Os grandes bancos atuantes no Brasil apresentaram um crescimento considerável de seus lucros no segundo trimestre de 2015. Juntos, Santander, Banco do Brasil, Itaú Unibanco e Bradesco terminaram o segundo trimestre com lucro líquido de R$ 15,1 bilhões, 17% maior que o total reportado no mesmo período de 2014.

    É importante destacar que os grandes bancos elevaram sua margem de ganhos no trimestre em função do aumento das taxas de juros dos empréstimos bancários, em linha com o aumento da taxa básica de juros, SELIC.

    No entanto, o setor vem demonstrando que a inadimplência e a desaceleração do volume de crédito concedido se apresentam como dois dos principais desafios a serem enfrentados pelos bancos ao longo de 2015. Tal cenário também leva os bancos a adotarem uma postura mais cautelosa para emprestar, dado um cenário de incertezas e piora nas variáveis macroeconômicas.

    Deste modo, os bancos devem manter em 2015 uma postura de redução dos custos, cautela e manutenção da tendência de ganho da participação das receitas de serviços em detrimento da participação das receitas de intermediação financeira (RIF). Vale destacar que as receitas de prestação de serviços são mais estáveis do que a RIFs e, portanto, devem ser um importante fator para manutenção dos resultados dos bancos, sobretudo os maiores e mais sólidos.

    Analista Responsável pelo Setor: Marcel Tau Carneiro