Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • gás natural, empresas do setor gás natural, empresas do segmento gás natural, setor gás natural, segmento gás natural, economia, macroeconomia
    • Autor
      Lafis
    • Ano
      2019
    • Categoria
    • Analista Responsável
      Marcos Henrique
    O governo do Rio Grande do Sul encaminhará, ainda no primeiro semestre, um projeto de marco legal para o gás natural no estado. O objetivo é criar regras mais transparentes para esse mercado, além de outras medidas, como a instituição da figura do consumidor livre (um grande cliente, como uma indústria, que pode escolher de quem vai comprar o gás). Hoje, a Petrobrás é monopolista no estado, distribuindo o gás através da Sulgás. 

    O secretário do Meio Ambiente e Infraestrutura, Artur Lemos Júnior, destaca que as novas regras permitirão condições para que mais fornecedores de gás natural atuem na região, aumentando a oferta do insumo. Com um marco legal estabelecido para o setor, argumenta o dirigente, o RS demonstra ao mercado que está se abrindo à concorrência, o que aumenta a oferta e contribui para redução dos preços. Outro ponto relevante é que trará mais segurança jurídica para iniciativas como a produção de gás através do carvão.

    Essa consideração baseia-se no fato que a proposta terá reflexos no ambiente de operação da Sulgás. "O que a gente entende é que a companhia de gás estadual tem que administrar os gasodutos e os acessos a esses gasodutos e cobrar por isso, agora, a molécula (o gás em si) não precisa ser necessariamente (cobrado) pela Sulgás", sustenta. A alteração das regras deixaria menos "estatal" esse modelo e envolveria mais players privados. 

    Especialista do Setor Marcos Henrique.