Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • ebusiness, empresas do setor ebusiness, empresas do segmento ebusiness, setor ebusiness, segmento ebusiness, economia, macroeconomia
    • Autor
      Lafis
    • Ano
      2012
    • Categoria
    • Analista Responsável
      Fernanda Rodrigues
    Em 2012, as lojas virtuais terão ótimos motivos para se organizarem e planejarem sua estrutura de negócio. É que além das tradicionais datas de grandes vendas, como o dia dos namorados, dia das mães e Natal, o e-commerce ganhou mais dois dias de comércio aquecido: o Black Friday e o Boxing Day. Dois dias que as varejistas ganharam para liquidar seus estoques e fidelizarem clientes. 

    No dia 25 de novembro de 2011, o comércio eletrônico entrou de cabeça no conceito do Black Friday. Mais de 50 lojas virtuais, dentre elas as principais, aderiram à tradicional data americana e ofereceram descontos para o dia que registrou volume recorde de pedidos: foram 237 mil em 24 horas movimentando R$ 100 milhões em um único dia. No final de 2011, mais uma nova data para aquecer as vendas online: o Boxing Day. Novamente, no dia 26 de dezembro, lojas virtuais realizaram promoções com o intuito de liquidar os estoques de Natal. De acordo com o  e-bit (empresa especializada em informações sobre o comércio virtual), a data movimentou R$ 58,9 milhões para o e-commerce, registrando um aumento de 98% em relação a 2010.

    Estas duas novas datas contribuíram para que o e-commerce movimentasse R$ 18,7 bilhões em vendas no ano passado, crescimento de 26% em relação a 2010, segundo a e-bit. Em 2011, 32 milhões de consumidores fecharam negócios nos sites de comércio eletrônico cadastrados no e-bit.  

    Os primeiros dados de 2012 mostram que o setor não perderá o ritmo de crescimento. Nos primeiros 15 dias do ano o setor cresceu 32% segundo a consultoria e-bit, movimentando R$ 1,05 bilhão, contra R$ 802 milhões na mesma época de 2011. O aumento nas vendas ocorreu em especial pelos saldões de ofertas na primeira quinzena, logo após o Natal.