Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • cosméticos, empresas do segmento cosméticos, setor cosméticos, segmento cosméticos, economia, macroeconomia, higiene pessoal, empresas do setor higiene pessoal, setor higiene pessoal
    Dados divulgados pela Pesquisa de Orçamento Familiares (POF), do IBGE, mostram que a participação dos gastos dos brasileiros com produtos de higiene e cuidados pessoais passou de 1,8% em 2003 para 1,9%, em 2009, atingindo 2,9% do orçamento em 2018. Atualmente, os brasileiros gastam R$ 136,82, em média, com produtos para cabelo, sabonete, perfume e instrumentos de uso pessoal. Nos dois primeiros casos, os gastos dobraram nos últimos anos, mostrando que o brasileiro está cada vez mais vaidoso e preocupado com sua aparência, mesmo em um momento de restrição orçamentária, tendo em vista um crescimento pouco significativo do rendimento médio das famílias.

    Outra pesquisa, realizada pela consultoria Kantar e divulgada no segundo semestre de 2019, mostra o perfil de consumo da categoria de cosméticos e produtos de higiene e beleza no Brasil. De acordo com a pesquisa, os lares brasileiros com filhos adultos são os que mais gastam, com tíquete médio de R$ 30,64. Em seguida, as mulheres que trabalham formalmente dentro ou fora de casa costumam gastar até R$ 29,57. As famílias monoparentais possuem um tíquete médio de R$ 28,53, enquanto as donas de casa com mais de 50 anos desembolsam R$ 27,86 por cada compra. As donas de casa de até 29 anos, com menor poder aquisitivo mas forte influência nas escolhas, gastam, em média, R$ 25,82.

    De olho neste potencial consumidor, grandes redes varejistas anunciaram parcerias com as principais marcas de beleza do país para comercializar cosméticos e itens para cuidado pessoal em suas lojas. No final do ano passado, o Carrefour instalou um quiosque da marca Vult, do Grupo Boticário, para vender a linha completa de maquiagem, esmaltes e acessórios em sua loja no bairro Pinheiros, em São Paulo (SP). De forma semelhante, três lojas da varejista de moda Besni já comercializam produtos da Água de Cheiro, marca nacional de beleza e perfumaria. Por fim, a Marisa estuda uma parceria para a venda de cosméticos em suas lojas, assim como suas concorrentes Renner e Riachuelo, por exemplo, já fazem atualmente.

    Desta forma, tais empresas parceiras enxergam uma importante sinergia entre os públicos de cada marca, o que permitirá não apenas diversificar o portfólio das varejistas, mas também os canais de vendas das marcas de produtos de beleza, contribuindo para o desempenho de ambos os setores.

    Especialista do Setor Fernanda Rodrigues