Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • carnes, empresas do setor carnes, aves, empresas do setor aves, suinos, empresas do setor suinos,  economia, macroeconomia
    • Autor
      Lafis
    • Ano
      2009
    • Categoria
    • Analista Responsável
     O mês de abril fechou com mais dois pedidos de recuperação judicial da indústria avícola do Estado de São Paulo. As duas demandantes, Avícola Paulista, localizada em Louveira, e Rei Frango, com sede em São Carlos, alegaram estar com dificuldades de estender suas dívidas de curto-prazo e de obter crédito para capital de giro.
     As estimativas em torno da dívida ficaram em torno de R$ 50 milhões para Avícola Paulista, e de R$ 100 milhões para o Rei Frango. O advogado desta última, Julio Mandel, alega que os problemas se iniciaram com a alta das cotações da soja e do milho, principais componentes dos custos de produção, sendo agravada pela queda nos preços do frango a partir de setembro.
     Ao considerar os últimos seis meses, três empresas do setor já entraram com pedidos de recuperação somente no Estado de São Paulo, demonstrando a fragilidade competitiva da indústria paulista em termos de custos, uma vez que a diferença do preço médio do frango vivo entre o estado e o Paraná chega a até 14,3%, e de escala, visto que as granjas paulistas são aproximadamente 30% menores do que as do Sul do país.

    • Autor
      Lafis
    • Ano
      2009
    • Categoria
    • Analista Responsável
    Seguindo as recomendações da União Brasileira de Avicultura (UBA) de redução da oferta nacional de frangos em 20%, a indústria produtora de aves continua a conceder férias forçadas e, em alguns casos, demitir.
     Na Perdigão, cerca de 9.000 funcionários devem entrar em férias coletivas de 30 dias, e o presidente da empresa, José Antonio Fay, informou que esse número ainda deve crescer. A unidade de Montenegro (RS) da Doux Frangosul anunciou férias escalonadas para todos os turnos de trabalho. Na Sadia, aproximadamente 20% dos funcionários cumpriram férias coletivas no fim do ano.
     A redução da demanda internacional também gerou impactos em outros elos da cadeia produtiva. Com a rescisão do contrato da Sadia com a Nicolini, o frigorífico demitiu por volta de 750 funcionários e concedeu férias coletivas a mais de 1.150. O frigorífico Minuano, também parceiro da Sadia, deu férias para 2,7 mil trabalhadores.
     Tais medidas de ajuste já surtem efeito; a redução em 13% da oferta de aves estabilizou os preços para o consumidor final e os estoques, apontando uma tendência de normalização para o setor.

    • Autor
      Lafis
    • Ano
      2008
    • Categoria
    • Analista Responsável

    Foi anunciada no último dia 18 a entrada, no mercado brasileiro de carne de frango, do maior processador de carnes do mundo – o grupo americano Tyson Foods. O grupo adquiriu três empresas na região Sul: a Macedo Agroindustrial (SC), a Avícola Itaiópolis - Avita (SC) e a Frangobras (PR).
    O investimento total está previsto em torno de US$ 200 milhões, incluindo os investimentos para a expansão da produção em aproximadamente 300%, nos próximos 18 meses. A operação prevê a aquisição de 100% da Macedo e da Avita e a participação de 70% na Frangobras.
    A meta da Tyson é de se tornar, em curto prazo, uma das cinco maiores avícolas do Brasil e sua entrada no país deverá ampliar a concorrência no setor de aves. Além disso, a transação permitirá a entrada da Tyson Foods na Europa, já que os americanos encontram restrições para exportar a Europa por causa de divergências em relação aos métodos de produção.