Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • café, preço do café, preço do cafe, cafe melitta, máquinas de café, cápsulas de café, o café, 3 coraçoes, cafe 3 coracoes, cafe arabe, café pilão, preço do cafe hoje, café arábica, café em grãos, grão de café, preco cafe, cafe batido, industria de alimentos, empresas do setor café, empresas do segmento café, setor café, segmento café, economia, macroeconomia, cafeeiro, setor cafeeiro, segmento cafeeiro
    • Autor
      Lafis
    • Ano
      2013
    • Categoria
    • Analista Responsável
      Marcos Henrique
    O Governo Federal aprovou nessa semana o aumento do preço mínimo do café arábica. Pela decisão do Conselho Monetário Nacional (CMN), os valores passarão de R$ 261,69 (em vigor desde 2009) para R$ 307 a saca de 60 kg, o que representa  incremento de 17,3%. O novo valor já vale para a safra que está sendo colhida.

    A decisão do governo contrariou expectativas do setor. Diversas entidades, como a CNA (Confederação Nacional da Agricultura) e a Faesp (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo), consideraram o novo preço mínimo "irreal" diante das necessidades da cafeicultura brasileira. Diante disso, há uma pressão crescente por medidas de apoio à produção, como a antecipação dos financiamentos da safra 2013, a realização de opções de venda ou de PEPRO (Prêmio Equalizador Pago ao Produtor).

    Segundo a CNA, os novos preços situam-se ainda abaixo dos custos de produção, os quais chegam a R$ 336,13. Para cobrir os custos de produção do cafeicultor, a CNA defendeu novo preço mínimo, em torno de R$ 340,00, além de maior intervenção direta do governo. De fato, o setor tem passado por um momento difícil: 2013 é um ano de produtividade baixa no ciclo de bienalidade do café, em um cenário de demanda externa deprimida e preços fracos.