Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • biodiesel, empresas do setor biodiesel, empresas do segmento biodiesel, setor biodiesel, segmento biodiesel, economia, macroeconomia
    • Autor
      Lafis
    • Ano
      2014
    • Categoria
    • Analista Responsável
      Marcos Henrique
    Após 8 anos da adoção obrigatória de biodiesel no diesel mineral, os setores envolvidos no fornecimento dos insumos básicos  já demonstram os ganhos com a medida.  A medida ocasionou um aumento do processamento de soja e as vendas de sebo bovino no Brasil. 

    Entre 2004 e 2007, período anterior à vigência da mistura compulsória de biodiesel no diesel, eram esmagadas em torno de 29,7 milhões de toneladas de soja ao ano. Entre 2008 e 2009, o processamento anual médio atingiu 31,3 milhões de toneladas. Já de 2010 em diante, período que compreende a vigência do B5 (5% de mistura de biodiesel no diesel mineral), esse número saltou para 36,4 milhões de t. Segundo a ABIOVE, após a vigência compulsória da mistura, o preço do sebo bovino, que hoje representa 20% de todo o biodiesel produzido no País, apresentou um forte avanço, passando de R$ 780/t no início dos anos 2000 à R$1700/t em 2013.

    Estes números só confirmam as vantagens econômicas do uso do biodiesel na mistura com o diesel. Com a mistura obrigatória sendo ampliada para 7% - mudança fortemente discutida no governo federal -, os ganhos econômicos para os setores de soja e carne bovina podem ser potencializados mais ainda. E a cadeia produtiva do biodiesel conta com capacidade produtiva para atender a demanda com 7% de mistura. Segundo especialistas, o setor conta com ociosidade superior a 50%, o suficiente para atender a demanda de biodiesel com a mistura de até 10% no diesel. Além disso, o biocombustível é considerado uma energia limpa, não agressiva para o meio ambiente.