Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • atacadistas, empresas do setor atacadistas, empresas do segmento atacadistas, setor atacadistas, segmento atacadistas, economia, macroeconomia
    • Autor
      Lafis
    • Ano
      2019
    • Categoria
    • Analista Responsável
      Fernanda Rodrigues
    De acordo com a Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores de Produtos Industrializados (ABAD), o faturamento nominal do setor atacadista cresceu 2,84% em fevereiro de 2019, acumulando uma alta de 3,82% no primeiro bimestre deste ano, ambos em comparação com o mesmo período do ano anterior. Na variação mensal houve recuo de 6,93% entre janeiro e fevereiro de 2019. Estes resultados apontam para uma recuperação gradual do setor diante de um consumidor mais racional, que ainda segue cauteloso, apesar dos sinais de recuperação econômica.

    A busca por preços mais baixos e maior custo-benefício levou as famílias brasileiras a realizar compras no modelo conhecido como atacarejo, uma mistura entre o varejo tradicional (hipermercados e supermercados) e o atacadista. Este comportamento sustentou o crescimento do setor supermercadista, já que, em 2018, o avanço de 12,8% nas vendas do atacarejo mais que compensou a queda em outros formatos, garantindo uma alta de 2,07% do setor como um todo (Nielsen, 2019).

    Líderes do setor e donos das redes atacadistas Atacadão e Assaí, respectivamente, os grupos Carrefour e Pão de Açúcar já divulgaram seu plano de expansão e, em ambos os casos, o foco é a expansão das lojas no modelo atacadista, seja pela modernização daquelas já existentes, quanto pela inauguração de novos empreendimentos. Tal otimismo leva em consideração a aprovação da reforma da previdência, acreditando-se que um ajuste fiscal viabilizará novos investimentos, gerando empregos para que as famílias retomem o nível de consumo observado no período pré-crise.

    Especialista do Setor Fernanda Rodrigues.