Novo no site?


Login


Esqueceu a Senha? (X)

Recuperar Senha


(X)

Digite sua nova senha


(X)

Já tem uma conta?


Inscreva-se


(X)
Farooq


BLOG LAFIS

Home Blog
  • agricultura, agrícola, economia, macroeconomia, agronomia, rural,  empresas do segmento agrícola, empresas do segmento agricultura
    • Autor
      Lafis
    • Ano
      2021
    • Categoria
    • Analista Responsável
      Marcos Henrique
    O Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) divulgado pelo IBGE estima que a safra de 2021 deverá alcançar 251,7 milhões de toneladas, sendo 2,4 milhões de toneladas inferior ao recorde do ano passado, de 254,1 milhões de toneladas. Entre as causas do declínio estão a falta de chuvas e também as geadas que ocorreram em algumas das principais unidades produtoras no final de julho. O milho foi a commodity mais prejudicada.

    Destaca-se também a expectativa de queda para safra de café para um total de 2,9 milhões de toneladas em 2021, o equivalente a 48,9 milhões de sacas de 60Kg considerando as duas principais espécies (arábica e conilon). Ao se confirmar tal projeção, a safra será 21,2% abaixo do registrado no ano passado reflexo, principalmente, da bienalidade negativa, um fator estrutural da produção. Adicionalmente, a geada na região do Sul de Minas Gerais, também contribuiu para a queda acentuada.

    Do lado positivo, mais uma vez, destaca o IBGE que “a produção de soja continua a elevar seus recordes. Com sua colheita já concluída, a leguminosa atingiu 133,8 milhões de toneladas, com aumento de 0,3% em relação ao que foi estimado no mês anterior e de 10,1% em relação à safra de 2020 – o equivalente a 12,2 milhões de toneladas.” Entre as unidades da federação, o Mato Grosso lidera como o maior produtor nacional de grãos, com uma participação de 28,2%, seguido pelo Rio Grande do Sul (14,9%), Paraná (13,5%), Goiás (9,3%), Mato Grosso do Sul (7,7%) e Minas Gerais (6,1%), que, somados, representaram 79,7% do total nacional.

    Analista responsável Marcos Henrique